quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O Apê do Janota

Eu auxilio, tu auxilias…O ‘apê’ que Janot aluga e recebe com auxílio-moradia

POR FERNANDO BRITO · 09/08/2017

Mais lama para a guerra interna que se desenha na Procuradoria Geral da República.

Desta vez, o contrato de aluguel encontrado pela repórter Ana Kruger, do Poder 360 – um doce se a cópia deste contrato não saiu de dentro da PGR, porque ao menos antes da generalização do auxílio-moradia, era obrigatório entregar lá o documento de locação – onde o procurador geral Rodrigo Janot aluga um apartamento de sua propriedade a um colega procurador, aliás secretário-geral da Procuradoria que o paga com a verba do auxílio recebido dos cofres públicos.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aluga 1 apartamento que possui em Brasília por R$ 4.000 mensais. Desde 2012, o inquilino é o secretário-geral do Ministério Púbico da União, Blal Dalloul. Ele recebe auxílio-moradia pago pela Procuradoria graças a despacho de Janot.

O Poder360 teve acesso ao contrato de locação. O documento foi assinado em dezembro de 2011 e começou a vigorar no ano seguinte. Vem sendo renovado até hoje.(…)

O contrato entre Dalloul e Janot estabeleceu em 2011 o aluguel em R$ 4.000 mensais. Com as possíveis correções, o valor pode ter aumentado ao longo dos anos.

O Poder360 foi até o local. Descobriu que, em média, cobra-se cerca de R$ 2.500 por imóveis no edifício. As unidades do tipo padrão têm 70 metros quadrados.

O Poder360 entrou em contato com a assessoria de Janot e Dalloul. A PGR declarou em nota que “não existe impedimento legal de uma pessoa alugar imóvel a 1 conhecido” e que “o auxílio-moradia não tem relação com o contrato de aluguel do imóvel, por isso não existe conflito de interesse no caso“.

OK, Dr. Janot, é legal – embora moralmente duvidoso – mas não reclame se a regra agora é a arapongagem, o denuncismo e suspeita por toda parte.

É que agora, em matéria de apartamentos, não é preciso ter provas, bastam as convicções.

Nenhum comentário: